VII Brasil nos Trilhos

    0
    20
    views
    Quando:
    28 de junho de 2017 dia inteiro
    2017-06-28T00:00:00-03:00
    2017-06-29T00:00:00-03:00
    Onde:
    CICB - Centro Internacional de Convenções do Brasil
    SCES Trecho 2
    Conjunto 63, Lote 50 - Asa Sul - Brasília, DF, 70200-002
    Brasil
    Contato:
    OTM Editora
    (11) 5096-8104

    As ferrovias de carga são exemplos de sucesso da concessão de serviços à iniciativa privada. Desde 1996, as empresas filiadas à Associação Nacional dos Transportares Ferroviários (ANTF) já investiram mais de R$50 bilhões.

    Parte desses investimentos possibilitou um expressivo a aumento na frota de material rodante. Em 1997, as ferrovias contavam com 1.154 locomotivas. Em 2015 já somavam 3.182 unidades, um aumento de 176%. No mesmo período o número de vagões passou de 43.816 para 103.098, alta de 135%.

    Esses e outros investimentos possibilitaram ganhos de produtividades. Nessas duas últimas décadas, as ferrovias ampliaram em 142% a produção ferroviária (de 137,2 para 331,9 bilhões de TKU – tonelada por quilômetro útil).

    É por intermédio dos trilhos que grandes volumes de commodities chegam aos portos, o que permite a elevação continua das exportações brasileiras. Hoje, mais de 90% dos minérios chegam aos portos pelos trilhos. O modal também responde pelo transporte de 35% das commodities agrícolas exportadas; no caso do açúcar, esse índice é de cerca de 55%.

    A movimentação de contêineres pelos trilhos também não para de crescer e aumentou 129 vezes desde o início das concessões, passando de 3.459 para cerca de 450 mil unidades em 2015. Isso prova que as ferrovias são importante elo para o transporte multimodal.

    Todas as grandes economias têm a ferrovia como motor de crescimento; com o Brasil não pode ser diferente. O setor ferroviário está pronto para contribuir com o Poder Público para recolocar o Brasil nos trilhos e conta com o apoio de toda a indústria para a construção dessa mudança.